Rui Paiva

Rui Paiva, organista
Rui Paiva

Nascido em 1961, Rui Paiva licenciou-se em Engenharia Electrotécnica pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa e concluiu o Curso de Órgão do Conservatório Nacional de Lisboa sob a orientação de Joaquim Simões da Hora.

Na qualidade de bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, continuou os estudos de Órgão com Montserrat Torrent no Conservatório Superior de Barcelona e, sob a orientação de José Luis González Uriol, concluiu os Cursos Superiores de Cravo e de Órgão no Conservatório Superior de Zaragoza.

Colabora como organista e cravista com diversos conjuntos instrumentais e vocais, entre os quais os Segréis de Lisboa, o Coro e Orquestra Gulbenkian, a orquestra barroca Capela Real, a Orquestra Raízes Ibéricas e o grupo de música barroca La Caccia, de que é membro fundador.

Como solista ou em grupo, Rui Paiva tem-se apresentado em diversos concertos no país, bem como em Espanha, França, Bélgica, Itália, Holanda, Inglaterra, Croácia, Eslovénia, Polónia, EUA e Brasil.

Realizou várias gravações discográficas com destaque para a música portuguesa, dos séculos XVI, XVII e XVIII, e para o disco comemorativo, em 2004, do tricentenário do nascimento de Carlos Seixas no qual interpretou o concerto de cravo, em lá maior, na versão para órgão.

Rui Paiva é professor de Órgão no Conservatório Nacional de Lisboa e director da Academia de Música de Santa Cecília de Lisboa.

Rui Paiva, organista

Rui Paiva, organista

Discografia

Os seis órgãos da Basílica de Mafra, João Vaz, Rui Paiva, António Esteireiro, António
Duarte, Sérgio Silva, Isabel Albergaria (órgãos), Coro Sinfónico Lisboa Cantat, Jorge
Alves (direcção), RTP edições / Althum (DVD), 2012.

Partilhe
Share on facebook
Facebook