Tag Archive for: saxofonistas

Bruno Santos, Stage
Bruno Santos

Bruno Santos (n. 1991) é natural de Macieira de  Cambra, embora tenha nascido no Porto.

Ganhou o 1.º prémio no Concurso Internacional de Instrumentos de Sopro “Terras De La Salette” (2015), no qual já tinha obtido o 2.º prémio anteriormente (2013), e participou na rubrica Novos Talentos do FISP 2021.

Colaborou com diversas orquestras como a Banda Sinfónica Portuguesa, Orquestra Filarmonia das Beiras, Banda Amizade – Banda SInfónica de Aveiro, Orquestra do Conservatório de Música da JOBRA, Orquestra de Sopros do DeCA – Universidade de Aveiro, Aere Symphonic Ensemble e ARMAB (Associação Recreativa e Musical Amigos da Branca).

Participou na gravação da obra “Gatos das botas”, do compositor Vasco Negreiros, com a Orquestra Filarmonia das Beiras (2013) e ingressou na Orquestra de Sopros Piaget (2008), na Orquestra de Verão Amizade (2008/2011) e nos estágios de música de câmara e de orquestra organizados pelo CMJ.

Da sua discografia consta o seu 1.º albúm intitulado “ROAD”. Este disco recebeu inúmeras apreciações por parte de músicos de referência no panorama nacional e internacional, ganhou o prémio Gold Star in Music Stars Award para “Best Duo” e esgotou três edições.

“STAGE” é o seu novo projeto discográfico, bastante arrojado e com características ímpares que consta com participação em diversas salas e no World Saxophone Congress na Gran Canaria.

Segundo Bruno Santos, é o 1º CD de saxofone barítono gravado em Portugal por um português. É um CD composto por 5 obras em estreia absoluta de compositores portugueses e 3 em estreia europeia. Conta com dois convidados especiais com carreia internacional, a flautista Mafalda Carvalho e o saxofonista Henk van Twillert.

A temática recai sobre um dos temas mais debatidos da atualidade: a saúde mental. Cada música despoleta no ouvinte uma viagem a sítios diferentes da mente.

Fonte: Bruno Santos, 18 de setembro de 2023

Bruno Santos, Stage

Bruno Santos, Stage

Partilhe
Share on facebook
Facebook
Henrique Portovedo
Henrique Portovedo

Artista Internacional D’Addario Woodwinds e Selmer Paris, Henrique Portovedo encontra o seu lugar na música contemporânea trabalhando com compositores como R. Barret, H. Kiyama, P. Niblock, M. Edwards, C. Meijering, I. Silva, P. Ferreira Lopes, S. Carvalho, Luís Carvalho, H. Correia, entre muitos outros. O seu repertório conta com mais de 30 obras estreadas.

Co-fundador de QuadQuartet e director artístico do Aveiro SaxFest, é também criador de produções multimédia como Sound of Shadows, Don’t Shoot the Saxophone Player e Spaces. Enquanto Artista Sonoro e Sound Designer, trabalha regularmente para teatro e televisão.

Como músico convidado, apresentou-se com a Fundação Orquestra Estúdio, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música e Camerata Nov’Arte. Destacam-se participações a solo com a Trinity College of Music Wind Orchestra, Trinity Laban Contemporary Music Group, Fadomorse, Orquestra de Sopros do Inatel, Orquesta de Viento Marcos Redondo e Orquestra Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira.

Realizou recitais no British Saxophone Congress 2011 e World Saxophone Congress 2012 em St. Andrews, e foi solista convidado no European Congress 2014 em Cuidad Real e no World Saxophone Congress 2015, onde se apresentou com L’Orchestre d’Harmonie de la Garde Republicaine.

Tem também marcado presença em festivais e conferências internacionais tais como Audiograft Oxford, The Code Control Festival Leicester, Network Music Festival Birmingham, Andorra Saxfest 2013, MUSA Karlsruhe e Brussels Arts Platform, entre outros.

discografia de Henrique Portovedo encontra-se publicada em editoras como Naxos, Sumtone, Universal e R’Roots Productions. A sua actividade foi distinguida com o Prémio de Mérito da Fundação António Pascoal, Prémio de Mérito Artístico Fundação Eng. António de Almeida e 1º Prémio do International Youth Soloist Contest Purmerend na Holanda.

Recebeu em 2007 e 2008 vários Trinity Music Awards em Londres, entre os quais The Montague Cleeve Scholarship, The Bratton Scholarship e Trinity College London Scholarship. Em 2012 recebeu o Prémio Jovens Criadores do Instituto Português das Artes e Ideias, e em 2014 o prémio do Centro Nacional de Cultura pelo projecto Soundgrounds – que conta com estreias de Rui Penha, Igor Silva e Filipe Lopes.

Henrique Portovedo é membro do European Saxophone Comité.

Estudou na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, Porto, Conservatorium van Amsterdam, Trinity Laban London e Universidade de Aveiro.

É investigador no CITAR – Universidade Católica Portuguesa e professor assistente no Koninklijk Conservatorium Brussel em Performance Musical Contemporânea e Tecnologia das Artes.

Henrique Portovedo

Henrique Portovedo, saxofone

Discografia

Nuno Aroso – Esgrima ‎(8xFile, MP3, Álbum, 320) 2019

Partilhe
Share on facebook
Facebook
Ricardo Pires, Windsor Project, 2023
Ricardo Pires

Ricardo Pires licenciou-se em Saxofone na Escola Superior de Música de Lisboa com José Massarrão e Alberto Roque. Frequenta o Mestrado de Saxofone Performance, na Universidade de Évora na classe de José Massarrão.

Foi laureado em vários concursos, destacando-se o Concurso Jovens Solistas EPME em 2001 e 2002, 1º Classificado no Prémio Jovens Músicos da RDP, na categoria de Saxofone solista, nível superior em 2009, e 2º classificado do referido concurso em 2002; 3º classificado no II Concurso Internacional “Vítor Santos” em Palmela em 2007. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian entre 2001 e 2005

Discografia

Windsor Project: Música Luso-Inglesa para Saxofone, com o apoio da Antena 2, The Anglo Portuguese Society (Londres), Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa (MPMP), Revista Musical Da Capo e Fundação GDA.

A Aliança Luso-Britânica, que mais tarde foi reforçada pelo Tratado de Windsor, comemora, em 2023, 650 anos. Esta aliança faz com que Portugal e o Reino Unido tenham a mais antiga aliança diplomática do mundo ainda vigor. A mesma, traduziu-se numa troca comercial, diplomática e cultural entre os dois países, sentida ao longo dos séculos, e em variadas áreas como é disso exemplo, a música.

O projeto tem como enfoque a criação, gravação e divulgação de obras para saxofone, de compositores portugueses do séc. XX e XXI, que desenvolvem ou desenvolveram a sua atividade artística e académica no Reino Unido e vice-versa.

O culminar deste trabalho será através da realização de vários concertos em Portugal e Inglaterra, bem como do lançamento de um CD com o título Windsor Project: Música Luso-Inglesa para Saxofone, dedicado exclusivamente a obras de compositores que fizeram parte deste movimento cultural e artístico de interligação e conceção com os dois países.

Obras de: Christopher Bochmann, Luís Tinoco, Gonçalo Gato, Jorge Ramos, Ângela da Ponte, Pedro Lima, Daniel Davis, Francisco Fontes e Ivan Moody

Ricardo Pires, Windsor Project, 2023

Ricardo Pires, Windsor Project, 2023

Biografia
Partilhe
Share on facebook
Facebook
César Cardoso, créditos David Sineiro
César Cardoso

Saxofonista português, membro do Bruno Santos Ensemble

Discografia

Álbuns

Half Step ‎(CD, Álbum) SPA2010 2010
Bottom Shelf ‎(CD, Álbum) 2015
Interchange ‎(CD, Álbum) Antena 2 2018
Dice of Tenors ‎(CD, Álbum) (César Cardoso Self-released) 2020

Fonte: Discogs

César Cardoso, créditos David Sineiro

Partilhe
Share on facebook
Facebook